Desafio Clássico - minha primeira parada



É, parece que o Nem um pouco épico não fará post nenhum sobre a parada deste mês. Então, resolvi fazer o meu próprio, até porque essa é uma "jornada" mais pessoal.

Só para deixar claro para quem não conhece: a cada dois meses, no dia 28 há uma espécie de checkpoint, em que os participantes falam sobre os livros considerados clássicos que foram lidos durante o período. Supõe-se que a pessoa tenha lido pelo menos uma obra. Clique aqui para mais sobre o Desafio.

Eu estou satisfeita com o resultado! Ok, eu li muito pouco nesses dois meses - até me envergonho, pois no momento estou no ócio total. Mas pelo menos quase alcancei a meta principal, que é ler em um ano pelo menos 6 livros.

De qualquer jeito acho que agora estou agora bem mais acostumada com esse "gênero"; linguajar difícil já não me espanta mais, e para mim são agora livros normais - o que, na verdade, eles são. Mas é quase inevitável colocar o contrário na cabeça. Acho que qualquer dia desses falarei sobre esses esteriótipos idiotas que inventamos para os clássicos.


Respondendo às perguntinhas:
1 - Quantos clássicos você leu em dois meses?
Quatro, completos. Lendo dois no momento.

2 - Quais foram?
Lidos:
- "Sócios no crime", da Agatha Christie                      
- "Histórias extraordinárias", do Edgar Alan Poe          
- "O perfume", do Patrick Süskind                                
- "Kokoro", do Natsume Soseki.

Lendo:
- "O morro dos ventos uivantes", da Emily Brontë
- "Os três mosqueteiros", do Alexandre Dumas

"O perfume" era da biblioteca, e "Histórias..." tem outro dono agora
3 - Cumpriu sua meta?
Só a ultrapassei...

4 - O que você achou deles?
Bem legais, eu diria. "O perfume" foi o meu favorito sem sombra de dúvidas, me fez penetrar na história como não acontecia comigo em muito tempo. E sim, não passo mais perto de uma perfumaria ou sinto algum cheiro estranho sem pensar no Grenouille. Mas, dependendo de como as coisas irão correr, a obra de Brontë pode acabar colocando o livro de Süskind em segundo lugar...

"Histórias extraordinárias" foi ótimo até o momento que eu percebi que tinha lido uma versão adaptada. Continuou sendo muito bom, mas fiquei com tanta raiva por não ter percebido antes! A leitura mais estranha mesmo foi "Kokoro". Não me apeguei a nenhum personagem e muito menos à história, mas o autor sai filosofando tão lindamente que, mesmo tendo sido chato pra caramba de vez em quando, valeu a pena.

Já "Sócios no crime" foi o que menos gostei. Um livrinho divertido, nada de mais. Até repetitivo de vez em quando. Eu entendo o sucesso que Christie fez em sua época, mas as suas obras agora me parecem tão fraquinhas!

5 - Qual é o seu personagem preferido dos livros?
Tipo, né, o meu personagem favorito vem do livro mais chatinho - seria a Tuppence, de "Sócios no crime". Ela é tão engraçada e cheia de si, adoro como ela é praticamente o macho do casal Beresford. E eu bem queria ter a força de vontade dela.

6 - Viu alguma adaptação cinematográfica?
Não, mas pretendo ver em breve o filme de "O perfume" e o anime "Aoi bungaku", em que há um episódio baseado em "Kokoro".


Só para terminar, a lista de livros que fiz para esse projeto:
- Os três mosqueteiros
- Entrevista com o vampiro
- O retrato de Dorian Gray
- Os sofrimentos do jovem Werther
- A revolução dos bichos
- Olhai os lírios do campo

Cadê esses, cadê? Eu tenho mesmo um problema sério com listas, nunca consigo segui-las direito. E isso vai desde as listas de desafios da internet até as de compras do supermercado . A do DL 2012 já morreu há tempos. Bom, mas o importante mesmo é a diversão e o sentimento de meta cumprida. E chegar na faculdade de Letras com uma boa bagagem literária.

Postagens mais visitadas