Como escrever resenhas

Não é raro eu ver pela internet pessoas lamentando por não serem capazes de escrever um texto decente. Muitos por aí dizem que gostariam de escrever resenhas maravilhosas sobre os livros lidos ou os filmes assistidos, mas não o fazem por ser impossível.

É claro que há muitos casos isolados, mas na maioria das vezes eu não consigo não ver esses comentários como choradeira inútil, pois tenho certeza que boa parte dessa gente nunca tentou realmente escrever sobre o que gostaria. E acho isso porque eu já fui assim: eu costumava admirar os resenhistas e até invejar o talento que eles tinham por serem tão bons escritores, enquanto eu mal conseguia fazer uma boa redação. Lamentações totalmente sem noção, pois eu nunca tinha ao menos tentado! Me achava ruim demais para tal atividade.

Mas a vontade de participar do Desafio Literário era tão grande que eu enfim decidi dar uma chance à escrita. Obviamente, os primeiros textos não saíram tão bons como eu gostaria, já que a minha prática em escrever textos fora da escola era quase inexistente. Eu poderia ter parado lá atrás, só que decidi continuar. Foi ficando cada vez mais fácil e divertido fazer resenhas; ainda tem muita coisa para ser melhorada na minha escrita, mas hoje eu já sei que não sou tão ruim.

O mais difícil de tudo é começar. Começar mesmo, planejando tudo o que se deve fazer e cumprir. Colocar o mínimo esforço que seja nas tarefas em que se deseja dedicar. Não só para a escrita, mas em qualquer tipo de atividade – eu também me considerava uma jogadora de futebol péssima antes de experimentar direito.

Uma caderno pessoal com capa bonita
também ajuda no incentivo! XD
O post está parecido demais com autoajuda, mas enfim, o melhor jeito de começar a escrever é escrevendo mesmo. Entra no Desafio Literário, escreva cartas para alguém sem motivo nenhum (nem precisa ser para um ser real), arrume um diário – uma das melhores decisões que eu fiz esse ano foi essa última. Escrevo absolutamente tudo no meu, desde o dia-a-dia entediante, passando por resenhas literárias sem pretensões de virem para cá até fanfictions Johnlock. E eu tento escrever todo dia, meia página pelo menos. No comecinho conseguiu ser um pouco irritante, mas depois você se acostuma de um jeito que fica difícil não fazer.

Se, por acaso, o esquema de tentativa e erro constante não estiver dando os resultados que esperava, talvez seja porque essa atividade não seja a melhor para você. Há tantas outras formas de se expressar, por que não tentar? Desenho, música, fala…talvez, uma nova maneira seja o que está faltando. Em toda a internet, talvez.

Postagens mais visitadas