Manias literárias

Meme Literário de Um Mês - vigésimo sexto dia

Fale de alguns hábitos literários seus.

Posso parecer um pouco repetitiva hoje pois tenho certeza de que já falei de alguns hábitos meus durante esse mês...

  • Eu tenho certeza de que comentei sobre a mania estranha de escolher minhas leituras: raramente leio a sinopse, não só por medo de spoilers como também por falta de interesse mesmo. Leio vários livros simplesmente por terem sido citados ou adaptados em algum seriado, filme, música ou mesmo em outra obra. Também chegam para mim quando são de algum autor que eu gosto. por isso. Grande parte das vezes, mergulho de cabeça não sabendo nada sobre nada. É possível que eu nem tenha ideia da época em que a história se passa.
  • Quando a leitura está muito boa, pego um lápis (caneta não, por favor) e saio anotando e marcando tudo o que eu achar necessário, sem dó nem piedade. Também não tenho pena de usar a orelha como marcador (não é para isso que elas servem?); tenho ódio daqueles volumes que me impedem de fazer isso. 
  • Se tiver introdução, ela só será lida quando eu terminar o livro propriamente dito.
  • Não consigo ler com trilha sonora - ou eu presto atenção à leitura, ou à música. Menos ainda em filas, fico tão ansiosa para que a minha vez chegue logo que o livro é sempre deixado de lado.
  • Leio muitas fanfictions. Sou testemunha de que há várias infinitamente melhores do que muitos livros por aí. Pena que justamente essas nunca tem chance de serem publicadas.
  • Claro que eu presto atenção à leitura alheia. Nem disfarço para descobrir o que algum desconhecido no mesmo ambiente que eu possa estar lendo.
  • Detesto ver livros parados. Por isso, empresto muita coisa - depois de ter certeza de que vou receber de volta, óbvio - e estou sempre trocando meus volumes por outros - menos aqueles insubstituíveis  que roubaram meu coração. Se não encontro novos donos para os outros, o sebo fará o trabalho por mim. A falta de espaço e principalmente de dinheiro também são motivos que me impedem de manter tudo o que eu adquiro. 
  • Odeio, do fundo do coração, interromper uma leitura no meio de um capítulo. Isso acontece muito no metrô ou no ônibus, e é difícil sossegar antes de, pelo menos, chegar em uma daquelas pausas que a maioria dos livros tem abençoado sejam estes. Quando não estou com pressa, encontro algum lugar para sentar e só me levanto quando tiver terminado o que tinha que ser lido.
  • Tenho pouca paciência para leituras no computador e muita coisa na internet que eu preciso ler. Quando mesmo que vão chegar e-readers no Brasil? Ou melhor ainda, quando os impostos vão abaixar para algo que podemos chamar de justo? Por favor, é para semana passada.
  • A madrugada é o melhor momento para uma leitura calma e empolgante. É horrível ter poucas oportunidades para fazer isso.


Postagens mais visitadas