O Meme Literário de Um Mês - primeiro dia

Clique na foto para ver as regras!

É, depois de um mês quase sem passar por aqui, em outubro todo dia teremos posts novos!! Como se alguém se importasse.

Bom, o "Meme literário de um mês" é muito fofo e funciona por trinta dias - durante esse tempo, perguntinhas a ver com literatura são respondidas em blogs, facebook, etc. Para quê? FUN!! Eu até participei ano passado via tumblr, mas sem tanta atenção e tal. Dessa vez, vou segui até o fim becasue of reasons.

Sem mais enrolação, a primeira pergunta não poderia ser mais simples: O que você está lendo?



- Inciei a leitura de "O retrato de Dorian Gray" no começo de setembro. A escrita sensacional do Wilde me encantou logo na primeira página - eu odeio frases infinitas e cheias de vírgulas, mas esse autor tem um vocabulário tão lindo, narra os fatos tão bem e entra de uma maneira tão verdadeira na cabeça dos personagens que aquele detalhe nem me incomoda. Porém, o livro está semi-abandonado na metade, sem ser pego há três semanas. Só consigo lê-lo em casa e com tanta coisa para fazer (tipo assistir seriados) acabei perdendo o ritmo. Mas essa obra está na minha lista de leituras faz tanto tempo que não vou deixar definitivamente - terminarei-o ainda esse mês.

Não é a melhor capa...
 - Fiquei interessada em "O mundo perdido" somente por ser um livro de Conan Doyle sobre dinossauros no Brasil. É isso mesmo: a história é contada em forma de cartas de um jovem jornalista, que se mete numa jornada à floresta amazônica com o objetivo de confirmar a existência desses seres por lá. Ainda estou na primeira metade porque é a minha "leitura de viagem" (só para ler no ônibus ou metrô), mas é muito interessante - ainda que os animais ainda nem tenham dado as caras. Acho os personagens muito legais, cada um com uma personalidade estupidamente diferente do outro. O meu favorito é o professor Challenger, cientista que entra na porrada com qualquer um que discorde dele. Ou com quem tenta uma entrevista.

 - Catei "O xangô de Baker Street" na última estante da biblioteca hoje mesmo. Ontem ouvi tantas coisinhas legais sobre a história - tipo o Watson encarnando a Pombajira (!!) - que não pude adiar a leitura por muito tempo. E não acho que vai ser demorada, a narração não tem nada de rebuscada (imaginei que fosse, pois se passa em 1886) e muito bem-humorada - como não amar a aristocracia brasileira suando como porcos embaixo de roupas europeias? Só não curto as falas em francês sem tradução. Sempre são um pesadelo...



Sabe, agora que eu lembrei que, se você estivesse interessado em saber o que eu estou lendo, era só olhar ali do lado...

Postagens mais visitadas