O Jogo do Nome, ou Acróstico Literário

Outro dia, lá estava eu aprimorando o meu grande talento: ficar de bobeira no youtube. Na lista de reprodução estavam vários vídeos sobre literatura, e entre eles havia uma tag tão fofa que quis brincar também, sem ter sido indicada nem nada. Vi nesse vídeo, mas não tenho certeza de que tenha começado. Bom, ela se chama The Name Game e tem como objetivo combinar as letras do seu nome com títulos que você tenha.



Eu Sou a Lenda
Tenho um ligeiro medo desse livro, por não ter conseguido dormir quando vi o filme. Só que, como isso faz bastante tempo, decidi deixar de ser fresca e enfrentar. Quero muito saber como relembrar a história, além de assustadora e melancólica é muito boa. Agora que eu consegui a edição sem a capa do pôster (em ePub, fazer o quê), não tenho mais desculpa para não ler.





Luna Clara e Apolo Onze
Nem tente me perguntar sobre o que se trata esse livro, porque eu não faço ideia. É mais um que eu acabei comprando por causa de um detalhe insignificante, que nesse caso foi este quote muito lindo. Me identifiquei tanto que não pude evitar...




Idéias de Canário
Não é exatamente um livro, mas sim um conto do Machadão que baixei no Projeto Gutenberg. Minha professora de literatura o leu em uma aula e, apesar de ter cochilado ligeiramente em algumas partes (a voz dela dá um soninho...), eu fiquei encantada pela história. É, basicamente, sobre as mudanças dos pontos de vista que um canário tem à medida que vai se libertando, aos poucos, de gaiolas e humanos. 
"O mundo, concluiu solenemente, é um espaço infinito e azul, com o sol por cima."




Zen to Done
Na minha pequena jornada em tentar ser mais organizada - ou pelo menos tocar a vida sem me perder nas tarefas - ando lendo vááárias coisinhas sobre o assunto. Esse tal Leo Babauta não só tem umas ideias ótimas sobre como aprender a focar no que é necessário, mas também esfrega na cara o que você está fazendo de errado. A maioria das orientações que ele dá se encaixam perfeitamente no meu dia-a-dia, mas tenho que admitir que são impossíveis de serem seguidas por muitas pessoas. Mesmo assim vale a leitura desse livro ou do Focus Free (deste último principalmente).



A Tormenta de Espadas
Um livro que eu já deveria ter terminado, pois estava a fim de acompanhar a terceira temporada de Game of Thrones com o resto do mundo. Mas não vou me apressar - começarei em breve de qualquer jeito, porque eu preciso saber como e se os acontecimentos suspeitos que li/ouvi vão acontecer. Essa saga faz você repensar no seu (des)gosto por spoilers. Não dá para conversar sobre a história sem revelar tudo.




Blogging Heroes
Tenho pouco mais de cem livros em casa e somente esse começa com a letra B. Consegui no Skoob Plus há mais de um ano, mais ou menos na época em que comecei o Hidden Palace, porque queria entender mais ou menos como funcionava essa história toda de ter um blog. Acabou sendo bem decepcionante - é uma coletânea de entrevistas com blogueiros famosíssimos, que ganharam muito dinheiro com seus sites. Os assuntos eram específicos demais para mim, que iria criar uma simples página pessoal, e acabei abandonando. Não sei se darei outra chance, o livro tem uns cinco anos, bem desatualizado para o assunto que trata...  



Eu Odeio Cozinhar - Receitas Fáceis Para Quem Tem Mais o Que Fazer
Já até escrevi sobre esse livro uma vez, mas ele é tão bom que resolvi citá-lo outra vez. Experimentei algumas receitas e ficaram ótimas! Tá, a mamãe esteve ao meu lado dando uma ajuda...mas para quem nunca conseguiu cozinhar sem se atrapalhar dramaticamente, aqueles pratos simplérrimos foram pequenas vitórias. Por isso que é tão triste eu estar impedida de continuar essas aventuras - tive a ideia brilhante de emprestar esse livro e não o vejo há mais de um ano! Está na hora de dar um jeito nisso.




Tudo o Que é Ruim É Bom Para Você
Não é exatamente o tipo de título pelo qual eu costumo me interessar, mas esse tema me interessou muito. O autor tenta defender que o estudo e a leitura não são os únicos meios de aprendizado. Ao contrário do que nós sempre escutamos, videogames e televisão podem ensinar tanto quanto livros. Obviamente, é preciso utilizar tais ferramentas com equilíbrio - algo que sempre devemos procurar na vida...




Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban
Não foi muito fácil decidir qual entraria para a lista, esse ou O Cálice de Fogo, que são, disparadamente, os meus favoritos dessa saga. Devo ter lido cada um cinco vezes, e pretendo relê-los pelo menos mais uma vez. Acho que prefiro o terceiro livro porque, apesar dos dementadores e do medo constante do prisioneiro fugitivo, essa é a história mais leve. Não tem Voldemort tentando matar ninguém, e isso dá espaço para outras coisas acontecerem - como o Torneio de Quadribol!! Um professor de defesa contra as artes das trevas decente também é um acontecimento bem empolgante. Aaaahhnnn, que saudades!!

Postagens mais visitadas