Downloads - uma pequena reflexão



Depois da pequena loucura que foi a vinda de Mark Gatiss para o Brasil, que eu ainda não superei direito, comecei a pensar na importância absurda que os downlaods tem hoje em dia para as mídias cinematográficas e televisivas. Esse evento da semana passada - sobre o qual eu escrevi aqui - foi muito maior do que alguém poderia imaginar. Nem os fãs, nem o gatiss, muito menos a BBC sabiam que um evento desses movimentaria tantos fãs de Sherlock no Brasil. Mas como tanta gente entrou em contato com uma série que, por aqui, estreou oficialmente apenas em um canal, que só possui quem paga o pacote mais caro da NET? Pois é.

A gente vê muita gente dessa indústria desesperada por causa da pirataria, desejando criar de uma vez por todas alguma regra que elimine sites de downloads ou algo parecido. Mas, ao invés de derrubar o PirateBay, não seria muito melhor se eles se juntassem à essa característica da nossa época? O diretor de Game of Thrones sabe melhor das coisas e reconhece que a pirataria é a melhor forma de divulgação. Por melhor que seja o programa, ele não vai fazer o sucesso que merece se somente o pessoal que tem HBO ou dinheiro para comprar o box de DVD pode assistir. Se não fosse a disponibilidade da internet, a quantidade de fãs de Sherlock e Doctor Who aqui no Brasil com certeza seria insignificante.

São os fãs que fazem a melhor divulgação, mas não há como eles existirem se são poucos os que tem acesso ao material. Há muito mais chance de se fazer dinheiro com algo se todo mundo conhecer ao invés de sugar todo o dinheiro dos poucos que o encontram. É uma pena que, pelas notícias que eu ando vendo, o pessoal que cuida dessas coisas ainda não compreendeu isso, e não desistiram das ideias do SOPA e PIPA...

Postagens mais visitadas