Andei assistindo: Sherlock: 2x03 - The Reichenbach fall


...


SPOILERS, SPOILERS, MUITOS SPOILERS.

Eu estava muito receosa com esse episódio. Primeiramente, porque o responsável pelo roteiro foi Steve Thompson, que escreveu "The blind banker".  Gostei muito desse, mas não podia deixar de considerar que foi o episódio mais fraco da temporada passada. Também havia o imenso número de elogios vindos de quem já havia assistido essa season finale. Fiquei morrendo de medo de minhas grandes expectativas estragarem tudo. Houve, por fim, as 6 horas de espera para o término do download. A impaciência era tão grande que fiquei com pavor de essa ansiedade toda acabar não valendo a pena.

O cobertor não funcionou.
Ah, felizmente, valeu. Valeu todas as penas. Eu fiquei maravilhada, melhor do que eu poderia esperar. Não sou manteiga derretida, é preciso muito para uma história me fazer derramar algumas lágrimas. Bom, "The Reichenbach fall" me fez soluçar de tanto choro, cheguei a ficar tremendo depois que terminei de assistir. Sério, foi só abrir o vídeo e ver John com aquele olhar, na terapia, a garganta já tinha apertado. Na ABERTURA eu já estava lacrimejando! Que bom que eu só fui ver depois das 5 horas da manhã, não queria que me vissem daquele jeito.

Enfim, vamos falar do dito cujo, que foi só o melhor episódio da série.

Eu adorei ver como o roteiro trabalhou a ascensão gloriosa e a queda bruta da carreira de Sherlock. Começou o episódio mostrando o detetive consultor sendo elogiado e homenagiado, ganhando vários presentes, para depois presensiarmos a ideia da provável farsa que estavam idolatrando crescer exponencialmente na cabeça das pessoas. Caramba, como deu vontade de atirar Donovan e Anderson no inferno! Aquela cena em que alterna entre estes convencendo Lestrade dessa desconfiança e a história "infantil" de Moriarty ficou ótima, deu até um arrepio!

"Não é mais um chapéu de caçador, é o chapéu do Sherlock Holmes."

Ah, Moriarty, você estava lindo! Confesso que uma das pouquíssimas coisas que eu não gostava no seriado era o tempo que ele tinha de tela, muito pouco para um vilão principal. Mas esse episódio foi quase uma homenagem a ele, fez valer a descrição de "maior mente criminosa que o mundo já conheceu". Sabe o James Moriarty feito por Jared Harris, no filme que está em cartaz? Este pode ser um ótimo ator, mas não foi nem metade do personagem da série, Andrew Scott estava brilhante.

Os protagonistas não ficaram para trás. Como foi dito na resenha do Séries Maníacos, "Cumberbatch e Freeman humilharam o mundo com suas atuações perfeitas". A humanização do Sherlock durante a temporada mostrou o seu resultado aqui. Ele mudou demais, mas ao mesmo tempo continua com suas manias sociopatas, e Benedict mostrou isso muito bem. Martin estava excelente, foi o responsável pela maioria das lágrimas derramadas.

E é incrível como a química entre os dois melhora a cada episódio. A cena em que Sherlock liga para se despedir de John, chorando (!!!), e tentar convencê-lo de que era mesmo uma farsa me afundou, eu já sabia que ele iria sobreviver mas era impossível não sofrer junto. E depois ver o médico sozinho em Baker Street, vê-lo chorar em frente ao túmulo do amigo...

"O episódio teve uma recepção extremamente positiva. E positiva pode ser traduzida como O EPISÓDIO FEZ O NOSSO CORAÇÃO EM PEDAÇOS, PRENDEU NOSSAS ALMAS EM ESCURIDÃO E SOFRIMENTO ETERNOS. SHERLOCK, POR FAVOR, LIGA PARA O JOHN E DIGA QUE VOCÊ ESTÁ BEM. PELO AMOR DE DEUS, FAZ ISSO LOGO. OLHA O QUÊ VOCÊ ESTÁ FAZENDO COM ELE. LIGA AGORA, SHERLOCK. Além disso, o programa foi "bem escrito e deixou a audiência na ponta da cadeira”. 

E ainda tem a linda Molly! A legista merece uma menção honrosa, não é nada boba como pensam os outros. Presta mesmo atenção no Sherlock, acho que nem ele próprio havia percebido que evitava ficar triste perto do amigo. É apaixonada mesmo por ele. Confia profundamente no detetive consultor, assim como o John, e tenho certeza de que ela nunca acreditaria nos jornais. O mais interessante é a reação dele quando ela fala isso tudo e sai do laboratório. Fiquei feliz de ver como ele não faz nenhum tipo de atuação para falar com ela quando vai pedir ajuda depois, Molly realmente conta.

E a trilha sonora estava realmente lindíssima! Não costumo prestar muita atenção, mas essa me impressionou muito. A cena do hackeamento de Moriarty foi divina, vi várias vezes só por causa da música, que já foi parar no meu MP4 - junto com várias outras de Rossini que fui ouvindo depois. Isso é Sherlock me viciando em música clássica.

O mundo acha que ele está morto. ELE NÃO DEVERIA ESTAR DISFARÇADO?
Também tem outro fato que me incomodou - quando Sherlock e John fogem da polícia, esta para de persegui-los depois de um tempo. O detetive consultor foi acusado de sequestro e inúmeras fraudes, Londres deveria ter parado na busca por ele! Bom, estes foram os únicos defeitos do episódio. Não muda nada minha opinião sobre ele.

Enfim, essa época surtando com o seriado, tentando aprender a ciência da dedução, reblogando loucamente no tumblr, shippando Sherlock e John, lendo um monte de fics e teorias, achando o mundo lindo e maravilhoso; foi ótimo. Curtíssima, infelizmente, mas prefiro que o programa tenha poucos episódios excelentes do que ter um monte que acabe esgotando o gosto por ele, tornando tudo cansativo.

Tomara que não seja preciso esperar um ano e meio para a próxima temporada e descobrir como Sherlock sobreviveu dessa vez, e se Moriarty fingiu sua morte também ou se foi embora de vez mesmo. Pelo menos, nesse meio tempo teremos "O hobbit" e poderemos curtir Martin como Bilbo (que vai ficar lindo, tenho certeza). E Benedict vai participar do próximo filme de "Star Trek", que nunca assisti mas, por causa disso, vou dar uma chance.

Enquanto estes também não chegam, lerei todos os livros de Conan Doyle do personagem e assistirei também ao seriado de 1984, que parece ser muito bom também. Eu espero que Moffat e Gatiss nos tragam Sherlock de volta em 2013 (é bom que o mundo não acabe antes E que os projetos antipirataria não sejam aprovados) com a mesma qualidade que deram à ela esse ano. Obrigada pela melhor série que eu já assisti!

"É claro que terá uma terceira temporada - ela foi confirmada junto com a segunda. Peguei vocês!"




PS: Eu quero BAFTAs para todo mundo.

Postagens mais visitadas